Início

clip_image008Depois de formar-se em economia (2002), o vereador Helio Godoy graduou-se, nesta terça-feira, 27, em Direito, também pela Uniso (Universidade de Sorocaba).  A solenidade de colação de grau, no Lar Monteiro Lobato, em Sorocaba, foi prestigiada por dezenas de familiares, assessores, amigos e colegas, como os vereadores Waldomiro de Freitas e Muri de Brigadeiro (fotos abaixo).

clip_image004

clip_image010

clip_image012

clip_image006

De origem humilde, desde cedo Godoy viu nos estudos a melhor forma de progredir,  adquirir conhecimentos e, principalmente, servir à comunidade. “Sempre gostei de estudar. No entanto, a exemplo de muitos jovens, fui privado desse direito e paixão, mas, persistente, retomei os estudos já adulto e com o propósito de nunca mais parar.” Em 1996, começou o curso de economia na Uniso, o que foi muito útil já no seu primeiro mandato de vereador, a partir de 2005, quando integrou a Comissão de Finanças da Câmara, responsável pela análise e aprovação do orçamento municipal.

Em seguida, fez duas especializações: Administração Pública Municipal (Fatec) e Direito Urbanístico (Fadi). “Mas, como legislador, sentia a necessidade de ter mais familiaridade com os fundamentos e estatutos jurídicos, primordiais à atuação parlamentar, e decidi começar a faculdade de Direito, incentivado pela  professora Ruth Cenci, que já tinha sido  coordenadora do Curso, e instigado pelo renomado jurista Rubens Cury, então desembargador no Tribunal de Justiça. Foi ele que nos orientou a fazer ajustes na legislação municipal que havíamos criado, o que evitou a remoção das famílias e a demolição de mais de 300 moradias no Bairro Cruz de Ferro. Na época, travou-se uma discussão jurídica sobre a função social da propriedade. Um embate que me fez perceber que a Justiça e a Política podem ser instrumentos para a promoção do bem comum. Isso me estimulou ainda mais a fazer Direito, um sonho antigo, concretizado agora aos 50 anos de idade”, diz Godoy, reconhecendo também o apoio da família e dos colegas vereadores. Entusiasmado, acrescenta que “me sinto ainda jovem e com muita disposição para aceitar convite em busca de nova especialização, numa área específica –  planejamento e gestão de cidades – em uma das maiores e mais conceituadas universidades do País”.

Embora com muitos compromissos na vida pública, pessoal e familiar, Helio Godoy tem sempre reservado um tempo para a chamada educação continuada,
seja pela leitura especializada (livros, monografias), seja por meio do estudo formal, como o curso de Direito agora concluído e que requereu muita dedicação para comparecer às aulas, a maioria delas no período noturno.

“Vivemos numa grande cidade que também tem, por isso mesmo, grandes desafios. A começar pela questão da moradia. Além de ser um direito fundamental garantido pela nossa constituição (artigo 7o.), é o abrigo da célula-mater da sociedade, ou seja, a família.” A habitação popular e a regularização de imóveis e bairros são uma das principais bandeiras do parlamentar, mas Helio Godoy entende que, “para garantir uma cidade sustentável, com justiça social e qualidade de vida, há de se pensar também em outras garantias. É o caso da mobilidade, o direito de ir e vir – ao trabalho, à escola, ao lazer… – e o acesso aos serviços públicos”.

Outro tema ao qual Godoy se dedica há tempos – e que só agora tem sido comentado e gerado muita preocupação às autoridades – é o do uso responsável da água e dos recursos hídricos. Uma situação crítica em vários municípios do estado e que também afeta a região metropolitana de Sorocaba. Desde 2009, Helio Godoy estuda o problema e, em 2012, conseguiu a aprovação de Lei sobre o uso e reuso da água em Sorocaba, a começar pelos prédios públicos. Godoy anuncia que vai lutar pela imediata aplicação da Lei, uma vez que a Prefeitura já alegou não ter condições de implantar o que foi aprovado, como, por exemplo, o aproveitamento da água da chuva e das torneiras (bebedouros) nas escolas para as descargas sanitárias e limpeza dos pátios e salas de aula. clip_image002

 

“O papel dos agentes públicos, como os vereadores e prefeitos, vai além da atuação em relação aos temas imediatos do cotidiano – aos que estão nas manchetes; é preciso planejamento para prever as futuras demandas  e agir para que os problemas sejam previnidos e, principalmente, evitados. Para isso, é preciso preparo, vontade e muita disposição para fazer o que a população espera e merece. Ou seja, ser tratada com dignidade, respeito e responsabilidade”, conclui o vereador, economista e  agora também bacharel em Direito Helio Godoy.

_ Outras Notícias: ___________________________________