Em qual projeto você votou em 2016?

unnamedO vereador Helio Godoy (PRB), que obteve quase 32 mil votos para prefeito no primeiro turno das eleições, manifestou preocupação, nesta semana, com as medidas anunciadas pelo prefeito eleito, José Crespo, a começar pelo número de secretarias, que passa de 15 para 22. Uma contradição, segundo ele, em relação ao que foi dito por todos os candidatos durante a campanha eleitoral. "Nos debates nas rádios, TVs, jornais, universidades, nas entidades de classe e até mesmo no programa eleitoral, todos os candidatos apontaram a queda na arrecadação e as dificuldades financeiras da Prefeitura. Agora, na semana em que o País inteiro ficou abalado e famílias enlutadas pela tragédia com o time da Chapecoense e com as medidas aprovadas ou enviadas ao Congresso, instabilidade política no Congresso,  fomos surpreendidos, no último sábado, com a anúncio de 22 secretarias, acompanhado da intenção de recriação de  cargos comissionados. Estaria o prefeito eleito acomodando os apoiadores, pagando os acordos políticos? Para abrigar a todos que levantaram as suas bandeiras? Até mesmo quem não o apoiou estão sendo chamados para o grupo de governo."A atual administração adiou férias e licenças prêmios que deverão ser pagas a partir de 2017. A folha de pagamento dos funcionários já consome mais de um bilhão e somada às demais despesas de custeio praticamente não há recursos para investimentos. Então, como serão cumpridas as promessas de melhorias imediatas na saúde e na educação, sobretudo com a criação de vagas nas creches, sem falar dos demais temas e áreas importantes para a população?", questiona Godoy, lembrando que a Câmara acaba de aprovar o orçamento de 2017, onde a prefeitura não apresentou recursos para investimentos em novos projetos. "O PPA previa receita de 3 bilhões para 2017, mas a arrecadação já vinha caindo e a Prefeitura  fez cortes significativos ao longo de 2016, culminando com a não renovação do convênios com as entidades filantrópicas e especialmente da área da saúde  como ocorreu com o Hospital Santa Lucinda, o que motivou protestos dos funcionários e a atuação do ministério público nesta última semana."

O parlamentar  lembra que, no primeiro turno, cerca de 2/3 dos eleitores não votaram ou votaram em outros candidatos e a futura administração precisa levar em consideração o que foi prometido na campanha a poucos dias atrás. Não é possível que tudo que foi dito ao povo já foi mudado ou esquecido pelo prefeito eleito ou ainda trocado por acordos de partidos  de apoio na eleição.
Do contrário, a frustração poderá ocorrer já em 2017.

Vereador Helio Godoy, foi candidato a prefeito de Sorocaba pelo PRB