“Não vai ter recurso para investimentos; mais de um bilhão de reais do orçamento do município em 2017 serão usados na Folha de Pagamento”, diz Helio Godoy

SAMSUNG CAMERA PICTURESEm entrevista à Rádio Cacique e na sessão da Câmara dessa quinta-feira,19/5, o vereador Helio Godoy (PRB) demonstrou muita preocupação com a previsão orçamentária do município para 2017. "Desde 2014, vínhamos apontando distorções nos números apresentados pela Prefeitura, principalmente em relação ao custeio da folha de pagamento", diz Godoy.

"No início da gestão do Prefeito Pannunzio, a folha consumia cerca de 600 milhões por ano; agora, um bilhão de reais e em 2017 - com o crescimento vegetativo da folha vai crescer ainda mais, chegando a bilhão e cem milhões. Ou seja: praticamente não vai ter recurso para investimentos", entende o vereador, que é economista e foi presidente da Comissão de Orçamento por cinco anos.

O parlamentar entende que houve displicência na gestão financeira nos últimos anos e excesso de otimismo em relação ao crescimento da receita, mesmo quando a economia brasileira já dava sinais de desaceleração. No PPA - Plano Plurianual da atuação gestão, a expectativa era chegar a 3 bilhões de reais no final de 2016. Agora, na atual LDO (Lei de Diretriz Orçamentária) apresentada para 2017,  a estimativa é de 2,6 bilhões, ou seja, cem milhões a menos do que a arrecadação de 2016 (2,7 bilhões) . "Resultado: faltam recursos e as consequências já são sentidas pela população, com a redução no atendimento na área de saúde e fechamento de unidades da educação", enfatiza Godoy, que na última segunda-feira (16/5) já tinha questionado o secretário de Fazenda, Aurílio Caiado, sobre a garantia de recursos para o pagamento da folha e do décimo terceiro salário dos servidores. As férias estão sendo adiadas, mas uma hora eles terão de gozar o benefício e receber o adicional de um terço a que têm direito. É uma situação gravíssima que vai ter reflexos em 2017", conclui Helio Godoy.